Dirija economizando combustível

O grande inimigo da economia de combustível é a aceleração desnecessária. Como regra geral, quanto mais alta a rotação do motor, maior o consumo de combustível.

Por isso, prestar atenção ao seu estilo de condução e tentar corrigir alguns vícios ao volante é essencial para a economia.

De acordo com o engenheiro Renato Romio, chefe da divisão de motores e veículos do Instituto Mauá de Tecnologia, é importante se antecipar às situações do trânsito, especialmente nos trajetos urbanos.

– O consumo na cidade é maior porque a variação de velocidade é maior. Levar o veículo do estado estático ao estado em movimento é o que gasta mais combustível. É por isso que na estrada, com velocidade constante, o consumo é muito menor.

Romio também diz que é muito importante manter os pneus corretamente calibrados – de acordo com a orientação do fabricante – e a manutenção do carro em dia.

– Filtros e velas precisam estar em bom estado sempre. Fazer a manutenção programada pelo fabricante é suficiente para garantir isso.

Confira as dicas:

• Evite arrancar bruscamente. Prefira a aceleração progressiva. Isso é especialmente verdade no trânsito congestionado, com muito anda e para. Se puder escolher entre marcha mais baixa e mais alta, fique sempre com a mais alta.

• Faça mudanças de marchas dentro da chamada “faixa verde” de rotações, entre 2.000 e 3.000 rpm. Se seu carro não tem conta-giros, preste atenção ao barulho do motor, que começa a “chorar” no momento de mudar a marcha. Evite reduções desnecessárias.

• Quando vir um sinal vermelho ou encontrar trânsito parado, em vez de frear, pare de acelerar. Deixe o carro rodar engatado até o ponto de freada (sim, você vai ter que frear em algum momento).

• Use freio-motor em descidas. O princípio é o mesmo do ponto anterior. Ao descer com o carro engatado, o próprio movimento das rodas mantém o motor funcionando. O gasto de combustível, dessa maneira, é virtualmente zero.

• Quando parado em subidas, não “segure” o carro na embreagem. Além de causar desgaste excessivo de peças – especialmente do disco de embreagem -, essa prática aumenta o consumo de combustível.

• Não suba o giro do motor para trocar de marcha.

• Não acelere o carro antes de desligá-lo. Essa prática, muito comum no tempo do carburador, não traz qualquer benefício para os carros modernos.

• Mantenha as janelas fechadas para diminuir o atrito com o ar. Use o ar-condicionado com moderação.

• Se seu carro é automático, mude o câmbio para neutro sempre que encontrar uma parada um pouco mais prolongada.

• Escolha trajetos em que você sabe que há mais chances de manter a velocidade constante, ainda que o percurso seja um pouco maior, como em vias expressas.